Tendências para novos negócios na internet! E-commerce personalizado.

O Brasil encerrou o último ano com 23 milhões de e-consumidores. O número é expressivo, mas tende a crescer a ainda mais nos próximos anos. Com o potencial aumento do acesso à banda larga, a popularização de smartphones que se conectam à internet e os incentivos ao acesso à rede para a classe C,  mais e mais brasileiros devem recorrer à praticidade da internet para atender suas necessidades do dia-a-dia.

Para os empreendedores, isso significa oportunidade. Quem souber detectar as tendências e oferecer o que os consumidores estão procurando, poderá se dar muito bem.

E-commerce personalizado

Com a oferta de serviços de hospedagem que podem ser contratados sob demanda a custos acessíveis, as lojas virtuais tendem a se tornar ainda mais populares. O segredo para não bater de frente com gigantes como o Submarino e a Americanas.com é investir em nichos bastante específicos. É o caso da Café Store, especializada na venda de café e utensílios para preparar e servir a bebida pela internet. Oferecendo um mix de produto diferenciado e alto padrão de serviço, quem apostar na segmentação tende a conquistar uma clientela fiel. A mesma regra vale para os sites de compras coletivas. O momento para investir no grande público já passou, uma vez que há mais de 1 mil sites do tipo operando no país. Mas quem conseguir encontrar um filão negligenciado pelas ofertas gerais, pode garantir a sobrevivência do seu negócio.

Veja 5 exemplos de sucesso no link: http://exame.abril.com.br/pme/noticias/5-empresarios-que-deram-certo-no-e-commerce?p=2#link

Fonte: Exame

Advertisements

Case de sucesso facebook: Privalia cria loja virtual, e você?

Privalia é a primeira do país e usar a rede social com este fim. Expectativa é de aumentar os negócios em 30% com o novo canal. Quem disse que rede social não pode se tornar um novo ambiente de vendas?
Facebook deixou de ser um simples canal de relacionamento com os clientes e virou uma loja virtual para a Privalia, um clube de compras online que opera há um ano e meio no Brasil, e se tornou uma loja. A vitrine virtual (fan shop) foi inaugurada em agosto já com grande sucesso. Antes do lançamento, o número de pessoas que “curtiam” a Privalia na rede social era de cerca de 11 mil.Com a ação, hoje, neste minuto, somam 41.125. Os seguidores do perfil da Privalia na espanha, também com loja virtual, somam hoje, 138.223.
Na estréia da loja virtual, o CEO da empresa, André Shinohara disse: “Até o fim do mês, esperamos quintuplicar a base no Facebook”, e conseguiu. Os internautas que associarem a Privalia no Facebook terão dois tipos de privilégios: campanhas exclusivas ou acesso antecipado às campanhas que forem lançadas no site. Na estreia, a campanha foi de uma marca de roupas. A oferta entrou no Facebook um dia antes de chegar aos outros associados da Privalia.
O CEO da empresa diz que além de aumentar a base de clientes, a atuação no Facebook facilita a interação com os usuários. No site da Privalia, o cliente apenas faz a compra e não tem um espaço para comentar ou tirar dúvidas sobre o produto ou serviço em promoção.
Já nas redes sociais, o internauta pode se comunicar diretamente com a empresa ou mesmo trocar impressões com outros usuários. “É uma plataforma bastante amigável”, diz.
Compras coletivas. Para participar do clube Privalia basta se inscrever no site. A empresa oferece descontos de até 90% em diversos produtos e serviços. A promoção só é ativada quando atinge um número mínimo de adesões. O modelo não é exclusivo e vem se proliferando no Brasil nos últimos meses.
Twitter e outras redes sociais também poderão ser usadas
O Twitter e o Orkut também podem ser usadas futuramente como plataformas de vendas, diz o CEO da Privalia, André Shinohara. “Não estamos fechados a outras plataformas, mas vamos nos consolidar no Facebook primeiro antes de nos aventurarmos em outros canais”, afirma.
Apesar de não usar essas redes diretamente para vendas, a empresa está presente nelas. Outros clubes de compras, como o Peixe Urbano, também têm perfis no Orkut e no Twitter, como forma de interagir com os clientes. Alguns dividem os perfis por cidade de atuação, o que facilita a identificação para o usuário. Todos eles são bastante populares. O Peixe Urbano de Belo Horizonte, por exemplo, tem cerca de 300 seguidores. O City Best, outro clube de compras coletivas, tem 54 mil seguidores no total e 50 para o perfil de Belo Horizonte. (dados de agosto/2010). E você, quantos seguidores o seu perfil empresarial possui? Não vai me dizer que nem os seus funcionários estão lá? É …
Fontes: mktmais.com e o tempo
%d bloggers like this: